Política de Cookies

Este website utiliza cookies que facilitam a navegação, registo e recolha de dados estatísticos.
Ao prosseguir a navegação com cookies ativos está a consentir a sua utilização.
A informação armazenada nos cookies é utilizada exclusivamente pela Norgarante. Saiba mais

Compreendi
Asset 1

Notícias

Governo pretende execução dos fundos comunitários de 2 mil milhões

2018-01-30
Governo pretende execução dos fundos comunitários de 2 mil milhões


Nelson de Souza, atual Secretário de Estado do Desenvolvimento e Coesão, adiantou ao jornal Público, que, este ano, em que pretendem avançar com a reprogramação do Portugal 2020, o executivo prevê fechar 2018 com 2 mil milhões de euros pagos de incentivos acumulados, desde do início do programa.

Até ao final de dezembro de 2017, mais de 8 mil empresas já tinham sido apoiadas no âmbito do PT2020, tendo já sido pagos 1250 milhões de euros. O Governo pretende continuar com este ritmo, uma vez que já foram aprovados incentivos que superam os 7,2 mil milhões de euros, segundo Nelson de Souza.

Tendo em conta os dados apresentados pelo Público, o Compete – Programa Operacional para a Competitividade e Inovação tem o maior número de pagamentos, na ordem dos 763,5 milhões de euros, seguido do Programa Operacional do Norte e do Programa Operacional do Centro, em que, no total dos programas, "apenas 3% dos apoios foram para as regiões de Lisboa e do Algarve”. As empresas apoiadas nestes programas são 82% pequenas e médias empresas, indo contra a ideia de que têm acesso a este tipo de programas apenas grandes empresas e das regiões mais desenvolvidas.

Foi também referido que "mais de metade dos investimentos aprovados destinam-se a medidas para introduzir novos produtos ou para melhorar consideravelmente os existentes”. No sistema de incentivos à qualificação das PME "75% dos projetos aprovados destinam-se à promoção das exportações ou a projetos de internacionalização.”
Ver todas as noticias